DORFLEX 30CPR

DORFLEX 30CPR - Sanofi-Aventis

Seja o primeiro a avaliar este produto


Laboratório Sanofi-Aventis
Número MS 1130001830108
Tipo de Linha Referência
Princípio Ativo DIPIRONA MONOIDRATADA+CAFEINA ANIDRA+CITRATO DE ORFENADRINA
Indicação RELAXANTES MUSCULARES DE ACAO CENTRAL
Descrição

Detalhes

Dorflex - Indicações

No alívio da dor associada a contraturas musculares, incluindo cefaleia tensional.

 

 

Contra-indicações de Dorflex

-hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula;
-em pacientes com glaucoma, obstrução pilórica ou duodenal, acalasia do esôfago (megaesôfago), úlcera péptica estenosante, hipertrofia prostática, obstrução do colo da bexiga e miastenia grave.
Devido à presença de dipirona, Dorflex não deve ser administrado a:
-pacientes com alergia aos derivados de pirazolonas (ex.: fenazona, propifenazona) ou a pirazolidinas (ex.: fenilbutazona, oxifembutazona) incluindo, por exemplo, caso anterior de agranulocitose em relação a um destes medicamentos;
-em certas doenças metabólicas tais como: porfiria hepática aguda intermitente (pelo risco de indução de crises de porfiria) e deficiência congênita da glicose-6-fosfato-desidrogenase (pelo risco de ocorrência de hemólise);
-função da medula óssea insuficiente (ex.: após tratamento citostático) ou doenças do sistema hematopoiético;
-pacientes que tenham desenvolvido broncoespasmo ou outras reações anafiláticas (isto é urticária, rinites, angioedema) com analgésicos tais como salicilatos, paracetamol, diclofenaco, ibuprofeno, indometacina, naproxeno;

Categoria D: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Opiniões

Escreva seu comentário

Como você avalia este produto? *

 
1 1 estrela
2 2 star
3 3 star
4 4 star
5 5 star
Preço
Prazo de Entrega
Qualidade
As informações contidas neste website são de caráter exclusivamente informacional, não propõe a automedicação ou substituem orientações médicas. A automedicação traz riscos a saúde que podem ser irreversíveis. Consulte sempre seu médico para prescrição de um tratamento adequado.